Veja agora mesmo a nova edição #75 da Revista New Routes na íntegra!
BilinguismoDisal IndicaInglês

Disal Indica – Educação Bilíngue no Brasil (Volume 2)

Em 2019 a editora Richmond lançou o título Educação Bilíngue no Brasil (Volume 1), escrito por educadores e pesquisadores brasileiros. Sua publicação veio ao encontro dos anseios e das necessidades de professores, coordenadores e gestores que atuam na educação bilíngue. Havia o propósito de minimizar lacunas na literatura disponível e possibilitar o acesso a esse trabalho coletivo, resultado de muitas pesquisas, produções de textos acadêmicos, leituras, reflexões e experiências vividas no âmbito escolar.

Em 2020, foi lançado o 2º volume para garantir a relevância no debate sobre a temática no país. O livro Desafios e práticas na Educação Bilíngue, organizado por Antonieta Megale em oito capítulos, traz temas sobre planejamento escolar e organização curricular, formação de professores e envolvimento das famílias no processo de ensino-aprendizagem, além de aspectos da prática pedagógica.

No capítulo 1, Antonieta Megale discute conhecimentos e saberes que constituem a experiência do professor que atua em escolas bilíngues e propõe as perguntas: o que caracteriza e distingue sua ação em contextos nos quais há duas línguas de instrução? Quais são os conhecimentos e saberes práticos que constituem sua experiência como docente?
No capítulo 2, Maria Teresa de la Torre Aranda apresenta um estudo realizado com base em entrevistas com seis educadoras que vivenciaram os desafios da implementação de propostas bilíngues em suas instituições ou da abertura de uma escola com essa proposta. No capítulo 3, Marcello Marcelino aborda temas que são constantes dúvidas de famílias com filhos em contextos bilíngues e reflete sobre o processo de desenvolvimento linguístico de um monolíngue, até se tornar um bilíngue.
No capítulo 4, Renata Condi de Souza discorre sobre o conceito de metodologias ativas e sua aplicação na Educação Bilíngue.
No capítulo 5, Fernanda Coelho Liberali disserta sobre o desenvolvimento de agência e a Educação Multi/Bilíngue e sobre a busca da construção conjunta de iniciativas de intervenção na vida que ainda não foram realizadas, mas que têm potencial e possibilidade de se concretizar.
No capítulo 6, Camila Dias investiga o conceito de escrita como sistema de representação para compreender que as crianças formulam hipóteses sobre a escrita e que é importante considerá-las como sujeitos que interagem nesse processo, além de mostrar exemplos de práticas de leitura e escrita possíveis em contextos bilíngues.
No capítulo 7, Gladys Lopes Faria e Ingrid Puche tratam de estratégias para o planejamento de projetos pedagógicos em contextos de Educação Bilíngue que visam a integração entre as línguas do currículo, a promoção de práticas que coloquem em discussão os saberes do sujeito bilíngue e a oferta de experiências multiculturais ao longo das investigações.
No capítulo 8, Luciana de Souza Brentano constrói um breve panorama dos estudos relacionados ao bilinguismo e à cognição, focando os conceitos de funções executivas e discutindo as implicações, na sala de aula, para o estudante que possui dois sistemas linguísticos processando as informações e construindo seu conhecimento por meio de duas línguas.

Related posts
Editorial NRInglês

Once Upon a Time - The Importance of Fairy Tales for Children

BlogInglês

Relax, it’s just lexis!

Inglês

Interview With - Gavin Biggs

Cover TopicInglês

Teenagers: why not step into their shoes?

Assine nossa Newsletter e
fique informado

    E-mail

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Espere um pouquinho!
    Queremos mantê-lo informado sobre as principais novidades do mercado acadêmico, editorial e de idiomas!
    Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.